quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

O japonês e a lágrima imaginada


O belo filme Memórias de uma gueixa (2003), baseado no livro homônimo de Arthur Golden, mostra a transformação da mentalidade japonesa no cerne de seu comportamento cultural. Essas células divisórias mostradas no filme estão entre o antes e o depois da Segunda Guerra Mundial.

Antes se viam saquês nas celebrações dos japoneses nos momentos de lazer. No final do filme, após o atropelamento das forças aliadas sobre o velho Japão, uma das gueixas se torna prostituta. E já não é mais glamour, é decadência. Em determinada cena, ela sobe num avião americano com a garrafa de uísque na mão. Se eu fosse japonês, choraria nesse momento.

Nenhum comentário: