quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Avesso sentido, o novo livro de Maria Teresa Hellmeister Fornaciari


Maria Teresa Hellmeister Fornaciari é uma escritora tranquila, no que diz respeito à produção. Em 2000, ela apareceu com o livro de poemas Tambores e violinos, e depois partiu para a prosa, publicando a coletânea de contos Encontros e des-encontros, em 2005.

Dez anos depois, ela volta à literatura com seu segundo livro de contos, com um título polifônico, Avesso sentido (11 Editora, 112 páginas, R$ 38), em que avesso, sendo o lado contrário das coisas, pode atrair a ambiguidade da palavra sentido, que tanto pode ser o particípio do verbo sentir, quanto o substantivo querendo dizer orientação, significado, capacidade de sentir ou tantas outras acepções registradas nos dicionários e uso frequente na vida vivida.

O novo livro de  Fornaciari traz 26 contos divididos em cinco grupos, em que a autora parece mais uma vez brincar com a dicotomia dos mundos. “Os contos vieram à tona aos poucos e convergiram, coincidentemente, para esse eixo de sentidos e de sensações que me atraiam e que me faziam, muitas vezes, anotar uma palavra ou uma ideia em lugares ou momentos nada convencionais”, diz ela no release de divulgação do livro.

Avesso Sentido sai pela 11 Editora, pequena casa editorial independente localizada em Jaú, interior paulista. A obra pode ser adquirida pelo site da editora (www.11editora.com.br).

Maria Teresa Hellmeister Fornaciari mora em São Paulo e atualmente trabalha com oficina de escrita para crianças e adolescentes, além de ministrar cursos de aperfeiçoamento de redação para adultos. É mestre em Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo, tendo trabalhado por mais de 30 anos como professora de Língua e Literatura Brasileira e Portuguesa, sempre incentivando a leitura e a escrita.


...

2 comentários:

Maria Teresa Hellmeister Fornaciari disse...

Gilberto, mais uma vez agradeço seu comentário. Agora sobre meu mais recente livro de contos, AVESSO SENTIDO.
Grande abraço.

Gilberto G. Pereira disse...

Estamos à disposição, Maria Teresa! Abraço!