quarta-feira, 7 de abril de 2010

Susana Vieira se acha inteligente

Em Caruaru, Pernambuco, a atriz da Rede Globo Suzana Vieira falou o que ela sempre fala em suas entrevistas: bobagens, incomensuráveis idiotices entrecortadas de arrogância e egoismo. Mas a mídia (algo abstrato) parece gostar muito dela e leva a sério o que a senhora de seu próprio destino (não) tem a dizer.

Na entrevista divulgado no Portal UOL, a atriz diz que, em decorrência da encenação do espetáculo A paixão de Cristo, machucou o olho, está com uma lesão, enxergando pouco, mas com a inteligência perfeita. Inteligência ela deve ter (como todo ser racional em gozo de suas faculdades mentais), mas não no nível que imagina possuir, até porque seu talento dramático é mais dionisíaco (seria ofensa a Dioniso?) do que apolíneo. É mais visceral, digamos.

Aquilo que a atriz faz diante das câmeras, principalmente, exige menos de seu intelecto do que de sua habilidade corporal, facial, enfim. Na entrevista, Suzana (Suzana) chamou Caruaru de selva ("Como é que chama isso aqui?"), lugar em que há árvores secas "há cinco mil anos" e que para se comunicar com alguém em outra cidade "só com fumaça de índio e com tambor". Não acho que ela tenha querido ofender (mas ofendeu). Ela não seria capaz de fazer tamanha distinção. Ela não sabe de tanta coisa. Falta-lhe inteligência e sobra-lhe arrogância. É isso.

11 comentários:

MGC disse...

Ótimo texto - péssima entrevista. Aliás como outros comentários infelizes dessa Sra, que ainda se gaba de onde mora. Quanta sandice, além do mais, uma coisa totalmente fora de contexto da mentalidade do povo do Rio, que olha o Brasil como um todo e valoriza as diferenças e particulares de cada lugar - essa é exatamente a nossa riqueza. Medíocre como atriz, pior ainda dando entrevistas. Viva Pernambuco, viva o agreste.

jamesp. disse...

Oi,Giba,essa senhora é um dos sintomas que mostram que o domínio sem precedentes da Globo(sem esquerdices)é tantas vezes tão horrível e prejudicial.E essa mesma senhora vira e mexe dá declarações desse naipe,que simplesmente passam batidas.Lamentável é pouco.
Grande abraço.

Textos variados disse...

Não conheço a Susana Vieira, mas achei um belo post Gilberto.

Revistacidadesol disse...

Oi, Giba, liga não, a Susana é louca! Desde que ela arranjou aquele policial militar que cheirava coca adoidado e que se matou dando socos em si mesmo...

Naquela época saiu um texto engraçadíssimo no Pensar do Estado de Minas, misturando Freud e Nelson Rodrigues.

Só lembro uma frase que define ela muito bem: "a histérica goza com a repetição do mal".

Bingo!

Abs do Lúcio Jr.

Gilberto G. Pereira disse...

Oi, Lúcio! Cara, essa frase lapida e fere, né, além de ter sonoridade. É quase uma arte, mas há uma cacofonia, que a deixa mais engraçada, só não sei se foi de propósito. "A histérica goza" - "ca goza", hehehe! Mudando de assunto, fui barrado no seu blog. Agora o Penetralia só dá passagem a quem tem senha. Grande abraço!

Gilberto G. Pereira disse...

James, grande abraço! Bom saber de ti novamente.

Gilberto G. Pereira disse...

Caros, Suzana Vieira é mesmo uma tonta preconceituosa. Há muito venho ficando indignado com ela. Eu poderia não ler ou não ver/ouvir o que ela diz, mas é um espaço público que ela ocupa, logo, é ela quem tem de se tocar, né. Grande abraço pra vocês!

Revistacidadesol disse...

Oi, Giba. O penetrália fechou e estou no revistacidadesol.blogspot.com, mas de vez em quando dá essa zebra que agora acho que resolvi.

Gilberto G. Pereira disse...

Ah, entendi, Lúcio. Valeu! Já está nos meus preferidos. Abraço!

Leila Silva disse...

Encontrei muita coisa nova por aqui...

Nem me fale nessa senhora Vieira.
Adorei o posto sobre: Perelman, o louco genial e também aquele do Rimbaud.
Abraços e bom domingo.

Gilberto G. Pereira disse...

Obrigado, Leila! Grande abraço!